top of page

Cultive Felicidade - Diário das 3 coisas boas

 Somos animais da intempérie, naturalmente atraídos para a interpretação mais catastrófica da adversidade. Trata-se de algo biológico, já que somos descendentes de pessoas que sobreviveram a condições adversas para que pudéssemos estar aqui hoje, todos nós, toda a humanidade.


Os sobreviventes, nossos antepassados, nos legaram seus cérebros e por isso o nosso cérebro tende a funcionar de maneira a rastrear tudo que pode dar errado, tudo que fugiu ao controle, tudo de ruim, e assim seguimos ruminando no final do nosso dia, o que muitas vezes até nos tira o sono.


As vezes, é útil pensar e se preparar para o pior; mas, frequentemente é paralisador e irreal, portanto aprender a avaliar realistamente o catastrófico é crucial para uma vida de bem estar. 


Vale salientar que  a opção saudável ao pensamento negativo não é o pensamento positivo, mas o pensamento crítico. Não pretendemos um pensamento positivo estúpido o que desejamos é um pensamento crítico, desenvolver as competências do raciocínio para distinguir entre cenários pessimistas irracionais, que paralisam a ação e os cenários mais prováveis, que permite o planejamento e a ação.



Exercício das 3 coisas boas:

(Psicologia Positiva)


O objetivo é aumentar as emoções positivas, o engajamento,  favorecer relacionamentos positivos, agir com mais propósito, e alcançar mais realizações.


Você vai precisar de um diário, caderno, agenda ou até mesmo o celular, mas é importante escrever.


Escreva três coisas que deram certo no dia de hoje.


Essas três coisas boas, não precisam ser nada espetacular em termos de importância, como: ex. Ao voltar para casa meu marido trouxe o sorvete que eu gosto, mas pode ser importante também, como ex. minha esposa deu a luz a uma menina saudável.


Posteriormente reflita:

  • Porque isso aconteceu?

  • Como você pode obter mais disso no futuro?

Toda noite, ao longo das próximas semanas, reserve dez minutos antes de dormir para realizar o exercício e comprove o quanto a sua visão sobre a sua vida pode mudar.


Referências: Martin E. P. Seligman - Florescer - Psicologia Positiva


Comments


bottom of page